Ministro Luis Filipe Tavares participa na 36ª Conferência Ministerial da Francofonia

O Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, que participou na conferência, fez o seu discurso centrado nas políticas públicas que o governo de Cabo Verde está a implementar para combater os efeitos das alterações climáticas e aumentar a resiliência do país, mais concretamente sobre as medidas para a mobilização de mais água para a agricultura e para uma transição energética sustentável.

Sob o lema “Reconciliar a Humanidade com o Planeta”, a 36ª Conferência Ministerial da Francofonia, aconteceu ontem dia 30 do corrente mês, na cidade de Monte Carlo, capital do Principado do Mónaco.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, que participou na conferência, fez o seu discurso centrado nas políticas públicas que o governo de Cabo Verde está a implementar para combater os efeitos das alterações climáticas e aumentar a resiliência do país, mais concretamente sobre as medidas para a mobilização de mais água para a agricultura e para uma transição energética sustentável.

À semelhança do que tinha feito há dias o Primeiro-ministro na Assembleia-geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, o chefe da diplomacia cabo-verdiana exortou a Secretária-geral da Organização Internacional da Francofonia(OIF), a ruandesa Louise Mushikiwabo, a inscrever os Pequenos  Estados Insulares em Desenvolvimento (PEID) no centro da ação política da Organização para que as especificidades destes sejam tidas em consideração na definição de políticas e no financiamento de projetos ambientais.

Pediu, igualmente, apoio da OIF no cofinanciamento de projetos de transição energética nos pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento de modo a reduzir a sua dependência das energias fósseis a médio prazo. “Cabo Verde está disponível para trabalhar convosco nesta matéria e ser um exemplo de “boas práticas”, práticas essas que poderão ser melhoradas e estendidas a outros países com características semelhantes”, concluiu Luís Filipe Tavares.

Fonte: www.governo.cv